A Psicologia Hospitalar é mais uma das áreas de atuação da psicologia. Ela atua em instituições de saúde, com um atendimento e prestação de serviços a nível secundário e a nível terciário da atenção à saúde, a nível primário fica sobre responsabilidade do Programa Saúde da Família (PSF). O Psicólogo Hospitalar também pode atuar em instituições de ensino, visando um aperfeiçoamento ou a especialização de profissionais nesta área.

Ele atende não só aos pacientes, como também a família do mesmo, a comunidade no qual o psicólogo atua, membros da equipe multidisciplinar e administrativa, mas tudo visando o bem estar físico/emocional do paciente.

Oferece e desenvolve atendimento e diferentes atividades em diferentes níveis de tratamento, mas tendo como foco o acompanhamento e avaliação dos processos psíquicos do paciente que tem que enfrentar um procedimento médico, visando a promoção e recuperação do paciente em nível físico, emocional e psicológico. O psicólogo não deve diagnosticar a doença, mas sim o que a doença faz o paciente sentir.

No entanto, isso tudo não quer dizer que o diagnóstico médico não seja importante – ele é. Pois o diagnóstico médico traz informações imprescindíveis sobre a evolução clínica do paciente e o seu prognóstico, fornecendo subsídios para o trabalho futuro do psicólogo hospitalar. Sob a perspectiva do trabalho do psicólogo, deve-se estar atento, principalmente, como o paciente reage frente à doença (diagnostico reacional), como a sua vida psíquica e social podem interferir na dinâmica subjetiva (diagnostico situacional) e ainda como se estabelecem as relações psicológicas entre o paciente, a família e a equipe de saúde (diagnóstico transferencial).

O Psicólogo Hospitalar promove intervenções em várias relações no qual o paciente se insere, como médico/paciente, família/paciente, paciente/paciente. Como também na questão do paciente e sua relação com o processo de adoecer e hospitalização e observar as manifestações emocionais e psíquicas que emergem diante desta situação.

No trabalho com a equipe multidisciplinar, que por muitas vezes é interdisciplinar, se busca adotar a melhor forma para fornecer segurança e apoio para o paciente e seus familiares, como também ajuda no desenvolvimento da reflexão da equipe e numa melhor maneira para sanar as dificuldades operacionais da equipe.

E afinal de contas qual o objetivo da Psicologia Hospitalar? Bem, ela visa trabalhar os pacientes, como também seus familiares, com qualquer faixa etária, em sofrimento psíquico por conta da doença, da internação e do tratamento. Como já foi dito ela não se limita apenas a assistência, ela também vai para a educação e para a pesquisa. Na questão da educação ela visa um aperfeiçoamento profissional de outros profissionais de nível médio ou superior, quanto na pesquisa é tentar desenvolver novas maneiras pesquisas cientificas na área da saúde, bem como sua publicação.

A Psicologia Hospitalar atua em instituições de saúde a nível de assistência. Pode-se perceber que uma área onde se tem a necessidade de ter um trabalho com uma equipe, não só o psicólogo no hospital, como também os que atuam no PSF, no nível primário de atenção à saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

+